sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Futuro Governador de Minas poderá ser um muriaeense

Alencar confirma a aliados que pretende concorrer ao governo
Decisão agora depende apenas de evolução do quadro de saúde
       O impasse da base aliada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Minas Gerais para a escolha do candidato ao governo do Estado está mais próximo de um final. O vice-presidente José Alencar (PRB) admitiu para aliados que está disposto a disputar o governo.
       O nome dele aparece como solução para unir a base aliada e criar dificuldades para a candidatura tucana em Minas, além de fazer um palanque forte para a candidata governista à Presidência, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT).
      O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, nos bastidores, confirmou a parlamentares que o nome do vice-presidente para o governo de Minas está sendo avaliado pelo Planalto de forma efetiva. E o próprio Alencar confidenciou a assessores diretos do presidente que "ele é um soldado do Lula" e está disposto a atender qualquer pedido de seu comandante.
     Ontem, Alencar se encontrou com um grupo de políticos mineiros do PT e do PCdoB, em Brasília. Durante o encontro, segundo informações do grupo, Alencar se colocou à disposição para concorrer ao governo do Estado e unificar a base de Lula em Minas.
      Hoje, são três os pré-candidatos aliados ao Palácio da Liberdade: o ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB), o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias (PT), e o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT).
Segundo o prefeito de Coronel Fabriciano e ex-vice-presidente do PT, Chico Simões, que participou da reunião de ontem, Alencar afirmou que a sua candidatura depende de três fatores: a sua saúde, a aprovação de Lula e a capacidade de aglutinar as forças aliadas em Minas.
       "Ele disse que não quer ser candidato de si mesmo. Mas isso não é nenhum problema porque todos concordam com a candidatura dele. Disse também que aguarda resultados de exames médicos. Mas ele está muito bem de saúde. Dá para ver isso", declarou Simões.
          Segundo o deputado estadual do PCdoB Carlin Moura, que também esteve no encontro, "Alencar é candidato ao governo".
         A decisão de Alencar sobre a candidatura deve ser anunciada até o final de março, quando ele obterá nova posição dos médicos sobre os exames. Até lá, o vice, que coordena o processo eleitoral no Estado, seguirá conversando com as lideranças dos partidos aliados. 

Fonte: http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/ 
Por: Flávia Martins y Miguel

Nenhum comentário: