segunda-feira, 14 de junho de 2010

Analisando brevemente a proposta do governo para a educação de MG

O Sr. governador anunciou hoje a nova proposta de aumento salarial para a categoria dos Trabalhadores da Educação no estado de Minas Gerais. Trata-se de uma proposta atraente pois contempla a busca pela recomposição salarial motivo principal da greve recente. Porém, não podemos nos empolgar muito e ficar cegos ao que está escrito nas entrelinhas. O Governo oferece ao professor em início de carreira com jornada de 24 horas semanais e formação em curso superior de Licenciatura Plena o salário de R$ 1.320,00, pago em parcela única. Haverá a possibilidade de opção para jornada de 30 horas com 20 horas em sala de aula e 10 horas de preparação. Neste caso, o subsídio em início de carreira será de R$ 1.650,00.

Com essa proposta, o governo extingue as vantagens como biênio, quinquênio, pó de giz e outras tantas que existe. O pagamento passa a ser em parcela única com o que ele chama de subsídio de R$1320,00 /24 horas ou 1650,00/30horas. Nossa maior preocupação é com relação aos reajustes anuais. Não adianta oferecer hoje esse valor e não prever recomposição anual em relação a recomposição da inflação. Progressões na carreira são direitos dos trabalhadores e obrigações dos gestores. Na nova proposta é preciso acegurar o reajuste anual acima da inflação, pois do contrário, em poucos anos estaremos novamente com salários defazados.

Na quinta feira, 17/06, o SindUTE estará apreciando a nova proposta juntamente com a categoria em Assembléia Geral em BH. A princípio exergamos com certa desconfiança a proposta...até porque, ela é para março de 2011...e particularmente gostaríamos que o governador fosse outro !

É esperar os desdobramentos e os resultados...

Um comentário:

Elisabete disse...

Meu amigo e companheiro de luta.
É bom saber que nossa luta não foi em vão. Sabemos que temos que avançar muito ainda e analisar tudo com muita cautela mas é sem dúvida um grande avanço. Também me preocupa a questão dos reajustes anuais. Isso tem que ficar bem fechado pelo sindicato. Sandro, mas se vc olhar bem, os professores antigos não terão quase nada de vantagem....
Bete.