quarta-feira, 16 de junho de 2010

A proposta do governo engana mas não convence

Tem colega de profissão que está crescendo o olho para o reajuste proposto pelo governo. Cuidado, a esmola quando é demais o santo desconfia. Digo isso, por não ver garantia de cumprimento da proposta esse ano. Além de trazer a retirada de direitos em seu bojo, a proposta força um aumento da carga horária para 30 horas semanais.

É preciso de analisar com maior profundidade buscando uma negociação com o governo e, se possível, aparar os pontos discordantes. O SindUte está atento e vê com desconfiança a desenvoltura do governador candidato que tenta iludir a categoria com uma promessa de subsídio com valor equiparado ao Piso Salárial Nacional.

Nossa categoria não está iludida e permanece em estado de alerta. Quinta feira, estaremos reunidos em BH, para mais uma Assembléia Geral com o obgetivo de analisar a proposta e deliberar sobre a proposta do governo. É importante destacar que a proposta que vinha sendo construida pela Comissão Paritária entre Governo e Sindicato foi atropelada pela pirotecnia do Sr. Anastasia ao anunciar a nova estrutura das carreiras da Educação.

Estamos lutando por aumento de Salário...E não aumento de serviço!!!

Acorda aí o Governador Anastasia!

Professor pode ganhar mal mas não é bobo não !!!!

Um comentário:

Anderson disse...

Olá Sandro,
Vi com satisfação as propostas apresentadas pelo governo em relação à remuneração dos servidores da educação.
Agora vejo com surpresa o SindUTE se manifestar "contra" as propostas...
Uma consideração que gostaria de fazer é sobre a afirmação de que a carga horária é compulsória para 30horas. Ao que li na proposta apresentada em seu blog, 30 horas é FACULTATIVA.

Outra informação que li na proposta é quanto aos benefícios de carreira em que a proposta afirma manter o Biênio e o Quinquênio. Na nota de esclarecimento diz ser abolido plano de carreira.
Sinceramente estou confuso. Meu entendimento é que a categoria buscava o piso nacional aceitando que incorporar os "penduricalhos" que ao salário do professor...
Como amigo e consciente da importância do Professor, sugiro cautela na avaliação da proposta para não correrem o risco de perderem o apoio da população.
Abraços fraternos,