sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Elegemos nossos candidatos, e agora ?

Depois da eleição é hora de avaliar a participação pensando no projeto de 2012.  Minha participação nessas eleições foi de forma bastante ativa, defendendo as candidaturas do PT (Partido dos Trabalhadores)  fui militante  e eleitor de um projeto que acredito ser o melhor para o Brasil.

Juntamente com outros companheiros, ajudei na coordenação da Campanha de Padre João para deputado federal e André Quintão para deputado estadual. Apesar de todas as dificuldades fizemos uma campanha alegre, criativa e junto aos eleitores. Fomos várias vezes participar de atos da campanha nas feiras da cidade,  nas escolas, na subida da faculdade e colocamos os blogs a serviço da campanha.

Para minha alegria e satisfação os candidatos a deputado foram eleitos com certa folga de votos,  e a nossa candidata a presidente  sagrou-se vitoriosa em uma das campanhas mais sangrentas (no sentido figurado) de todos os tempos. Sendo assim, posso afirmar que o trabalho desempenhado pelos militantes do PT não foi em vão. Hoje, temos eleitos,  representantes legítimos dos movimentos  e pastorais socias  que estarão olhando com mais atenção nossa cidade. Afinal, foram majoritários da coligação.  Portanto,  precisam de ter compromissos com Muriaé.

Tendo a presidente Dilma do PT, e dois deputados( um federal e outro estadual) na retaguarda, o PT/Muriaé precisa de estar pensando e discutindo seu futuro. As próximas eleições  já despontam no horizonte,  os possíveis prefeitaveis,  de vários partidos,  já estão na boca do povo. E o nosso candidato quem é ? Quais serão as bandeiras que iremos defender? Existem tendências de coligação? São muitas dúvidas que estão no ar, precisamos aos poucos ir  construindo uma proposta de trabalho que leve, no mínimo, o Partido dos trabalhadores de volta ao legislativo municipal.


Vamos a luta companherada !

Um comentário:

JOSÉ ANACLETO DE FARIA disse...

"As contas apresentadas pelo Chefe do Poder Executivo ficarão disponíveis, durante todo o exercício, no respectivo Poder Legislativo e no órgão técnico responsável pela sua elaboração, para consulta e apreciação pelos cidadãos e instituições da sociedade. "
Art. 49 da Lei complementar nº 101, de 04.05.00 - Lei de Responsabilidade Fiscal.