terça-feira, 5 de abril de 2011

Professores da rede pública poderão ganhar bolsa Capes para cursar mestrado profissional a distância

Ilustração

A notícia é boa pra todos que lidam com educação: professores, diretores e alunos. No dia 22 de março de 2011, foi aprovado o projeto permitindo que professores da educação básica que lecionam em escolas públicas recebam bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para cursar mestrado profissional da distância, podendo acumular a bolsa com o salário pago pela escola a que estiver vinculado. A formalização da iniciativa deu-se pela Portaria nº 289 do Ministério da Educação.

Segundo o ministro Fernando Haddad, esta e outras ações fazem parte de um conjunto de medidas que têm como objetivo elevar a qualidade da educação básica.

Para receber as bolsas, os professores devem estar regularmente matriculados em algum curso de mestrado profissional aprovado pelas Capes na modalidade de educação a distância via Universidade Aberta do Brasil (UAB). Essa bolsa de formação continuada terá vigência máxima de 24 meses e exigirá, como contrapartida, que os professores continuem exercendo sua função na rede pública por pelo menos cinco anos após a conclusão do mestrado. Caso contrário, o valor das bolsas deverá ser devolvido.

Poderão participar professores vinculados ao ensino de Matemática, Ciências e outras áreas das licenciaturas nas escolas públicas.

A bolsa de formação continuada também poderá ser concedida a professores da educação básica em cursos de mestrado profissional ofertados na modalidade presencial.

Professores interessados em ingressar nos cursos de mestrado profissional podem se inscrever desde março de 2011. Alguns cursos já estão em vigor, como o Programa de Mestrado Profissional em Matemática em rede nacional (Profmat) e o Curso de Mestrado Profissional para Professores de Biologia do Inmetro, ambos recentemente aprovados de Conselho Técnico-Científico da Capes.

05/04/2011

--Fonte: MEC.

Nenhum comentário: