segunda-feira, 20 de junho de 2011

Moção de repúdio a violência e extermínio de jovens em Muriaé


 O Conselho Municipal da Juventude, através de sua diretoria executiva, do município de Muriaé, manifesta contra todas as formas de violência e extermínio de jovens ocorridas em território municipal neste ano de 2011.
Segundo o Instituto brasileiro de geografia e estatísticas em seu censo 2010, em Muriaé, foi totalizada a quantidade de 104.765 mil habitantes, dentre esse números 24.677 mil são considerados jovens de (15 a 29 anos), correspondente a 24,5% da população.
O Brasil é o sexto país no ranking de homicídios entre jovens. De acordo com o estudo do Mapa da Violência 2011, divulgado pelo Ministério da Justiça, a taxa de homicídio entre jovens de 15 a 24 anos subiu, em 1998, de 30 mortes por 100 mil habitantes para 52,9 mortes em 2008.
De acordo com o autor da pesquisa, Julio Jacobo, os homicídios são responsáveis por 39,7% das mortes de jovens no Brasil. O estudo aponta que as taxas mais elevadas, acima de 60 homicídios em cada grupo de 100 mil jovens, estão na faixa dos 19 aos 23 anos de idade.
Ainda de acordo com o mapa da violência do Ministério da Justiça de 2004/2006, na tabela 3.6, entre os 200 municípios com mais de 70.000 habitantes, Muriaé/MG ocupa o 28º lugar com maiores índices de vitimização juvenil
É importante considerar que o governo municipal e a sociedade civil, no início do ano legitimaram a criação do conselho municipal da juventude, como um instrumento legal na construção e na elaboração de políticas públicas que considerem as demandas e singularidades juvenis - como educação pública e a saúde -, políticas emergenciais – como a apresentação de novas chances aos jovens em situação de vulnerabilidade social -, e políticas específicas - que reconheçam e promovam o potencial e as particularidades da condição juvenil.
Com o COMJUV a implementação da Política Municipal de Juventude, possuirá uma das principais características, que é justamente a transversalidade, isto é, integra as mais variadas temáticas, conseqüentemente, conjugando as ações desenvolvidas pelas diversas áreas do governo. 
No Estado de violência objetivo do sistema capitalista a Juventude é uma das maiores vitimas das mortes por arma de fogo no Brasil, só no município em 2011 foram registradas 17 mortes dentre a maioria são jovens.
Diante de tais questões, a Executiva do Conselho Municipal da Juventude, manifesta repúdio ao extermínio, genocídio, a violência e todas as formas violações de direitos do jovem.
Em ano de conferência municipal da juventude, a ser realizada no dia 23 de agosto, dispomos-nos na luta contra a violência e extermínio de jovens e continuamos na defesa da equidade de Direitos, das Mulheres, Negros, Crianças, adolescentes, jovens, Homossexuais para que em um novo modelo de sociedade possamos desfrutar da terra, saúde, educação, cultura, a vida, a liberdade, afetividade e a manifestação de pensamento.

Sem mais.

Muriaé/MG, 20 de junho de 2011

Vinnicius Mendes Ventura
Presidente
Conselho Municipal da Juventude

Nenhum comentário: