quinta-feira, 21 de julho de 2011

NO AEROPORTO, UMA CONVERSA SOBRE JUVENTUDE !

"É preciso conhecer as juventudes existentes em nossa cidade para que elas participem de nossa conferência que será um momento importante para Muriaé". Com essas e outras palavras a Conselheira Municipal da Juventude, Paula Maria Ferreira esteve no bairro Aeroporto hoje, 20/07, fazendo uma conversa com os Jovens participantes do coletivo Projovem,  que funciona diariamente no CRAS. Os jovens participaram ativamente buscando esclarecer suas dúvidas e dando sugestões

Esclarecendo conceitos relacionados com as políticas públicas para juventude, conselhos de controle social e juventude a conselheira deu uma aula de cidadania e cobrou a presença dos jovens na conferência que se realizará em agosto. Ficou definido que os Jovens irão participar acompanhados de seus orientadores e participarão fazendo filmagens do evento e registro fotográfico no intuito de criar arquivos para história que será construida pelos participantes.

2 comentários:

JOSÉ ANACLETO DE FARIA disse...

LEI Nº 4.068, DE 26.04.11
Art. 1° - Fica criado o Conselho Municipal da Juventude, órgão normativo, deliberativo e fiscalizador da política básica e supletiva e das ações governamentais e não governamentais voltadas para a juventude.
Parágrafo único - 0 Conselho Municipal da Juventude vincula-se diretamente ao Poder Executivo do Município de Muriaé.

Art. 2° - Compete ao Conselho Municipal da Juventude:
I - formular diretrizes da política municipal direcionada a juventude, inclusive fixando prioridades para a definição das ações correspondentes e a aplicação dos recursos;
II - aprovar matérias de sua competência, especial mente projetos, pianos e programas;
III - zelar pela execução da política municipal voltada para a juventude, estabelecendo critérios, formas e meios de fiscalização dos órgãos, ações e medidas referentes ao seu campo de competência;
IV - acompanhar e avaliar a proposta orçamentária do Poder Executivo municipal, indicando as modificações necessárias a consecução formulada para a juventude;
V - incentivar e apoiar a realização de eventos, estudos, pesquisas e capacitação de pessoal, no campo da promoção e defesa dos jovens;
VI - oferecer subsídios para a elaboração de leis, decretos ou outros atos administrativo normativos, atinentes aos interesses da juventude;
VII - articular e Integrar as entidades governamentais e não governamentais, com atuação vinculada a juventude com vista a consecução dos objetivos estabelecidos neste artigo;
VIII - administrar, definindo e fiscalizando, a aplicação dos recursos financeiros do Fundo Municipal para a Juventude.

Aurelio Sinigalhe disse...

ao pedro dos reis ali kkk e nois parceiro