sábado, 3 de setembro de 2011

Os partidos de Muriaé estão se movimentando com conversas formais e informais. As forças políticas estão se articulando no sentido de efetuar acordos políticos referentes ao pleito eleitoral de 2012.  Ao meu ver estão corretos e cobertos de razão. A boa política se faz por meio de boas conversas respeitando as diferenças e particularidades de cada sigla local. Dizem por aí  que existe conversas de demistas com peemedebistas e já tem até candidato colocado na rua. O nome do " Grego " que na realidade é apelido,  é ventilado e existe curiosidade sobre quem será o candidato do atual prefeito. 

Em uma análise do quadro atual vejo que o atual prefeito tem a máquina administrativa como  vantagem sobre os seus  adversários. Com uma boa gestão de marketing  a administração solidificou a imagem de empreendedora e tocadora de obra . Com bons números e muita coisa para mostrar a atual gestão se destaca pela gestão de projetos e apresenta uma equipe de secretários afinados e submissos com o chefe do executivo. Os demistas se apresentam como o novo ancorados na pessoa do deputado federal Lael Varela. Com muito dinheiro e uma campanha profissionalizada pode ser que obtenham êxito. Uma coisa é certa esses grupos podem se aliar ou podem disputar como adversários.

No campo mais a esquerda vem o PMDB com seus vereadores e tradição política. Trata-se da maior força de oposição e dona de  15.000 mil votos certos. Esse partido que é formado por várias correntes internas está bem próximo dos demistas e conversas estão acontecendo. A grande novidade é a força que o nome do Dr Carlos Wilsom está ganhando nas conversas do povo. Dizem por aí que só haverá aliança se o Grego/Lael cederem a cabeça de chapa para o peemedebista. Se hover ruptura das conversas o PT se torna alternativa na aliança. Seria a repetição da campanha exitosa que levou o PMDB e PT na prefeitura com Odilom e Jaír Abreu.

O PT se apresenta como alternativa contrária aos tradicionais grupos políticos da cidade. A ideia é se apresentar como uma terceira via se contrapondo ao modelo de política praticado com abuso de poder político e econômico. Com uma chapa independente e comprometida com as bandeiras populares o partido se acha capaz de montar uma chapa majoritária competitiva com força suficiente para impulsionar a chapa de vereadores compostas por lideranças de diversas áreas do extrato social. Podem aderir ao projeto outras siglas no sentido de somar forças na eleição de prefeito e vereadores. Vamos ver o que vai dar , até o fim do ano um desenho mais definido poderá ser percebido.

Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns pelo artigo Sandro.
Penso como você, somente com uma ampla aliança conseguiremos ter a vitória em 2012.
Apoio a pré-candidatura do Dr. Carlos Wilson, que, mesmo jovem, tem história e vem se mostrando cada dia mais comprometido com Muriaé.
Sou professora municipal e estadual. Estaremos juntos contra este feufalismo que estamos vivendo.