sexta-feira, 9 de setembro de 2011

UM COMENTÁRIO PERTINENTE...E A LUTA CONTINUA !


Amigos combatentes do SINDUTE subsede Muriaé, estou afastada faz alguns anos da escola e me lembro que em épocas de greve éramos visitados por vocês, informados sobre as reinvindicaçôes da classe e incentivados a participar, a aderir; haviam as escolas de ponta: as primeiras a aderirem, reuniôes e piquetes nas escolas que não paravam... Hoje, vejo estarrecida, que a categoria muriaeense está em quase sua totalidade trabalhando tranquilamente, alheios ao momento tão histórico para a classe dos professores mineiros. Parece que não estão enxergando a dimensão do que este DESgovernador está fazendo com nossos direitos adquiridos a dura penas ao longo de 30 e tantos anos de sala de aula. " O que o SINDUTE Muriaé está fazendo para conscientizar nossos amados e guerreiros professores de que já passou da hora de eles darem sua quota de contribuição e sacrifício de reposição em favor deles mesmos. Não estou reconhecendo os colegas de trabalho e nem o sindicato. Ambos parecem inertes diante de tão grave situação da carreira do Magistério, parece que não viram que agora é tudo ou nada pela nossa remuneração e carreira. FORÇA PARA VOCÊS QUE ESTÃO EM GREVE. APLAUSOS!!!!!! (anonimo)
 Como  professor em greve posso dizer que estamos fazendo o possível e o impossível  para manter vivo o movimento em nossa cidade. Visitamos as escolas , enviamos informes, usamos as redes sociais, panfletamos na feira, gritamos como excluídos no Dia da Independência.  Chamamos os companheiros a aderirem ao movimento  pelo rádio,  pelo blog, pessoalmente e com carro de som. Cercamos o governador e nos reunimos toda semana para avaliar e traçar estratégias para a luta. Não somos muitos mas somos valentes e não vamos recuar do horizonte da vitória. Por isso precisamos sempre dos  companheiros das escolas  para oxigenar nossas fileiras dando força a resistência do SindUTE. 

Vamos juntos companheiros e companheiras. Precisamos de sua força para seguir nessa luta  que busca resgatar a dignidade de uma categoria que está  empobrecendo a cada dia. Está na hora de transgredir com ousadia e criatividade. Não dá mais para ficar inertes em suas salas de aula como se nada está acontecendo. A história está sendo escrita pelos protagonistas das batalhas que estão sendo travadas no campo jurídico, político e profissional.  É preciso provocar o companheiro sobre sua realidade e a conjuntura atual...Não dá para ficar alheio e indiferente aos companheiros que estão  três meses sem receber. o Ponto está cortado, os designados ameaçados, e substitutos estão contratados.  Nada disso nos fará recuar...não há refluxo no movimento...estamos na luta e nela vamos continuar !

Essa é a decisão dos Trabalhadores da Educação que estão em greve em Muriaé. Em decisão tomada coletivamente ficou acertada a permanência da paralisação com radicalização das atividades. Ficou acertada a realização do Banquete da Miséria  com a queima simbólica do Projeto de Lei que foi enviado á assembléia. Todos estão convocados...Professores, profissionais técnicos, pais, alunos, autoridades e comunidade em geral...estaremos apresentando   os nossos contracheques  manifestando toda nossa indignação pela política remuneratória adotada pelo governo  de Minas Gerais. 

Nenhum comentário: