segunda-feira, 17 de outubro de 2011

D. Paulo Evaristo Arns um exemplo.

Eu e D. Paulo Evaristo Arns na PUC/SP
 Escrevo para registrar que  Arcebispo Emérito de São Paulo,  D. Paulo Evaristo Arns,  completou 90 anos. Como seu  grande admirador não poderia deixar de registrar esse memorável acontecimento. Reconheço que estou meio atrasado,  pois seu aniversário foi 14 de setembro mas,  nunca é tarde de homenagear esse grande homem. Conheci pessoalmente D. Paulo em 2001,  na cidade de São Paulo durante a realização do XVº Curso de Verão na PUC - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e me senti honrado de poder escutar suas palavras e cumprimenta-lo por tudo que fez pelo nosso país principalmente durante os anos de chumbo, quando o Brasil estava dominado por uma sangrenta  ditadura.

Em sua fala,  com a voz já cansada  pelos seus 80 anos,   ele disse que é preciso indignação dos homens de bem  com as injustiças que são praticadas  principalmente contra os mais fracos, pobres e oprimidos. Lembrou que  durante a ditadura enfrentou os opressores que perseguiam estudantes, operários e políticos de esquerda porque acreditava que o Brasil ainda encontraria seu rumo. Contou que por várias vezes abriu as portas da PUC/SP , das igrejas e até mesmo da Catedral da Sé para acolher assembleias  realizadas por  políticos, sindicatos e partidos que eram considerados subversivos.

Não me esquecerei jamais desse grande militante que ousou desafiar o poder opressor e contribuiu para a  construção da democracia que hoje reina em nosso Brasil. Que os 90 anos de D. Paulo seja o prenúncio de mais muitos anos de vida. Que sua história não seja esquecida e que seu exemplo, assim como o de Jesus Cristo, seja seguido pelo povo Brasileiro. Que não sejamos omissos perante as injustiças e opressões praticadas  contra o menos favorecidos...que tenhamos coragem de levantar nossas vozes erguendo nossos punhos contra os que fazem mal á humanidade...

Nenhum comentário: