sábado, 3 de março de 2012

ATENÇÃO TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO DAS REDES MUNICIPAL E ESTADUAL

A GREVE  NACIONAL PELO PISO SALARIAL E UM TERÇO DE ATIVIDADES EXTRACLASSE






Os  Trabalhadores da Educação vão paralisar suas atividades para pressionar os governos estaduais e municipais a cumprirem a Lei Nacional que instituiu  o Piso Nacional da Educação. Anunciado que o valor para 2012, será de R$ 1451,00 - para uma jornada de até 40 horas - a lei  também estabelece que um terço da carga horária do Trabalhador deve ser extraclasse, ou seja, fora da sala de aula.

A Prefeitura Municipal de Muriaé e o Estado de Minas Gerais não cumprem o que é estabelecido em lei federal.  O paradigma que está se consolidando é a proporcionalidade do valor do Piso em referência à jornada de 40 horas. Isso é nocivo para a categoria que está perdendo direitos que foram conquistados por meio de muita luta,  ao longo da história de organização da classe trabalhadora da educação.

Nem Prefeitura e muito menos o Estado cumprem a Lei  no que diz respeito à jornada extraclasse.  A carga horária de professores do ensino fundamental é de 24 horas com 06 (seis) de extraclasse. O correto  previsto na legislação seriam 8(oito) horas de atividades e não 06(seis),  como acontece hoje . Portanto é hora dos Trabalhadores da Educação aderirem ao Movimento Nacional em Defesa da Lei do Piso.


Precisamos pressionar os gestores municipais no sentido de cumprirem o que determina a Lei. Para isso é preciso de lançar mão de mecanismos de pressão para que os governantes se posicionem  no sentido de cumprirem o que a categoria exige por direito.  Fim da falácia da proporcionalidade que distorce a lei e 8 horas de extra classe já.

Vamos Defender nossos direitos ! Isso é dever de todos Trabalhadores da Educação! 

Nenhum comentário: