domingo, 2 de dezembro de 2012

DEPUTADO ROGÉRIO CORREA REALIZA PLENÁRIA EM VIÇOSA

Plenária reúne apoiadores de Rogério Correa em Viçosa 

Deputado Estadual Rogério Correa fazendo análise de conjuntura
Presidente do PT de Muriaé representando os diretórios da região
Estivemos hoje, 02/12, em Viçosa participando da plenária do Deputado Estadual Rogério Correa. A plenária foi realizada com a presença de representantes de diversas cidades da Zona da Mata e contou com a presença de prefeitos e vereadores eleitos, lideranças políticas e simpatizantes do mandato coletivo e participativo do líder do PT na Assembleia Legislativa de Minas Gerais . O encontro iniciou-se com a composição da mesa, que contou com a presença do presidente do PT de Muriaé,  apresentação dos presentes e avaliação das eleições municipais.

No decorrer dos trabalhos houve uma análise de conjuntura apresentada pelo deputado que fez uma abordagem de âmbito estadual e nacional com o destaque para as vitórias eleitorais e políticas alcançadas pelo Partido dos Trabalhadores. Na sequência  foi feito pelo vereador eleito de Rio Pomba,  Sérgio Motta, um levantamento  sobre os apoiadores do mandato que foram eleitos na região da Zona da Mata. Com a eleição de vereadores e prefeitos na região  o mandato de Rogério Correa firma raízes e pretende trabalhar firme em prol do desenvolvimento regional.

Para encerrar a palavra foi liberada e os presentes puderam fazer intervenções no sentido de apresentar demandas e propostas para o fortalecimento do Partido dos Trabalhadores  regional. Essa foi a IIIª Plenária Regional e serviu de preparação para a Plenária Estadual que acontecerá em Belo Horizonte,  nos dias 15 e 16 de dezembro.  Ao participar desse encontro do mandato de Rogério Correa  pudemos perceber o quanto o parlamentar é comprometido com o projeto de transformação social que está em curso no Brasil. 

Mesmo com todos ataques que o governo de esquerda está recebendo da mídia conservadora o PT foi o maior vitorioso em Minas Gerais conquistando aproximadamente 700.000 votos a mais que o seu maior oponente. Sendo assim, fica evidente que os ataques, nos moldes da antiga UDN, não repercutiram em perda de votos nessas eleições. Pelo contrário, o resultado foi o inverso tanto em nível estadual quanto em nível nacional.   

Nenhum comentário: