segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES PESSOAIS SOBRE O CARNAVAL DE MURIAÉ

Uma multidão  de foliões acompanhou o desfile do Bloco do Papagaio em 2013

A cidade de Muriaé ficou mais de 15 anos sem ter Carnaval e,  em 2006, deu uma guinada rumo aos  tempos áureos dos antigos Carnavais. Grandes personagens fazem parte deste passado e remetem a lembrança de nomes como: Wanderlei Torres, Vininho, Marisa Ventura, Enedina Prata, Reinaldo Dornelas e tantos outros que faziam  acontecer a festa de Momo,  nas ruas de Muriaé.

Naquele tempo havia disputas acirradíssimas e as comunidades se rivalizavam na avenida, cada uma querendo mais que outras, o título de Campeã daquele ano. Tais rivalidades,  somadas a falta de apoio público por parte dos gestores do executivo,  fizeram o Carnaval a ser esquecido no calabouço do descaso político. No renascer da esperança, e sob a batuta da Fundarte, o Carnaval de agora, não têm disputa ou rivalidade. O Grande Campeão é o público que sai em família para prestigiar os Blocos de Muriaé...

Cooperação e união são as palavras de ordem do novo movimento carnavalesco de Muriaé. Tal segmento  vêm se estruturando através da Liga Carnavalesca  que foi formada com o objetivo de garantir a continuidade do Carnaval fortalecendo sua economia criativa. Trata-se de uma manifestação da cultura popular e sua realização  movimenta a economia através do aquecimento do turismo, serviços e comércio. 

Neste sentido, de percepção,  do Carnaval   como política pública é fundamental.de pensar melhor sua realização estabelecendo uma rede de cooperação entre as organizações da sociedade civil e governo. Neste sentido,  a Liga Carnavalesca  e o Movimento Pró Cultura deverão convocar  em breve,  um Seminário,  para traçar diretrizes, avaliar e  pensar os formatos para a sua consolidação como política permanente...

Nenhum comentário: