segunda-feira, 22 de abril de 2013

PORQUE ADERIR AO MOVIMENTO EM DEFESA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA

Assembléia dos Trabalhadores da Educação -  Greve de 2011
Esta semana os professores se colocam novamente em luta por valorização profissional e carreira. Trata-se de aderir ao movimento nacional convocado pela CNTE-Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação no sentido de pressionar os gestores públicos  para o cumprimento da legislação voltada para os direitos dos Educadores. Piso Salarial, 10% do PIB nacional para educação e carreira são algumas das bandeiras levantadas.

Aqui, em Minas Gerais,  não se paga o Piso Salarial Nacional e,  a redução da jornada  de trabalho em sala de aula  está sendo usada como castigo ao servidor. Estamos sendo   obrigados  a cumprir as horas de módulo II dentro das escolas  que, muitas vezes, não oferecem espaços dignos para o desenvolvimento de atividades de pesquisa, planejamento e estudos. A redução da jornada deve ser a favor do servidor que precisa ter o direito de decidir como usar seu tempo no  desenvolvimento de suas atividades extraclasse. 

Os trabalhadores da Educação estão conscientes de sua situação paralisarão suas atividades mandando um recado aos governantes que os direitos precisam de ser respeitados e a valorização e carreiras dos servidores são pressupostos indispensáveis para a educação pública de qualidade. Não podemos aceitar calados as políticas salariais que desvalorizam  o profissional ao mesmo tempo que aumentá-se as cobranças e exigências institucionais.

Nenhum comentário: